top of page
  • Foto do escritorARCO

Quase um quarto das mulheres da Geração Z se identificam como LGBT

Pesquisa foi realizada com população do Reino Unido




Quase um quarto das mulheres da Geração Z não se identificam como heterossexuais no Reino Unido. Os dados são da pesquisa "Vamos Falar Sobre Sexo: O Relatório do Reino Unido de 2023", que aponta ainda que o dobro de mulheres desta geração (nascidas a partir de 1995) se identificam como bissexuais, em comparação com outras faixas etárias.


A pesquisa mostra também que 76% das mulheres da Geração Z no Reino Unido se identificam como heterossexuais, em comparação com 87% em todas as outras faixas etárias.


Cinco por cento das mulheres da Geração Z descreveram sua sexualidade como “outra” – uma opção de pesquisa que incluía pansexual , assexual e queer – em comparação com apenas 2,5% das mulheres no Reino Unido como um todo.

A porcentagem de mulheres que se identificaram como lésbicas permaneceu a mesma em todas as faixas etárias (3%). Enquanto isso, 2% dos entrevistados de todas as faixas etárias afirmaram que prefeririam não responder.

O censo também mostra que, em todas as faixas etárias, as mulheres são duas vezes mais propensas que os homens a se identificarem como bissexuais (1,76% contra 0,78%), enquanto os homens eram mais propensos a se identificar como gays (1,95% contra 1,15%).

A jornalista, radialista e especialista em sexo, que também trabalhou como consultora de roteiro na série da Netflix, "Sex Education", Alix Fox, disse à Hims & Hers Health, marca de bem-estar que patrocionou a pesquisa, que um espectro mais amplo de identidade sexual entre as mulheres da Geração Z pode estar ligado à linguagem em rápida evolução em torno do sexo e da sexualidade.

“Minha crença pessoal é que sempre houve pessoas com propensão a identidades sexuais e modelos de relacionamento fora da ‘norma’ heterossexual, monogâmica e dominante”, disse Fox.




Por

iG Queer

|13/03/2023 11:59

Comments


bottom of page