top of page
  • Foto do escritorARCO

Bolsonarista incita ódio contra ativistas da Marcha da Maconha de Jaboatão, movimento resiste

Atualizado: 22 de mar. de 2023

Ativistas organizadores da Primeira Marcha da Maconha de Jaboatão sofrem ataques virtuais de grupo extremista.

Grupo de ativistas parte da organização da Marcha da Maconha de Jaboatão


Carlos Santos, Psicólogo e Presidente da ONG Arco, que também é um dos responsáveis pela organização do evento afirmou em nota: "Esta estratégia já é bem conhecida: se utilizam da "moral e dos bons costumes" para criar pânico moral e criminalizar a nós e a nosso movimento. Não recuaremos. LUTAR POR DIREITOS TAMBÉM É DIREITO! E seguiremos firmes na luta contra a cegueira e violência causada pela proibição. A Marcha da Maconha é muito mais que uma manifestação para fazer uso, NÃO É SÓ PRA FUMAR UM, como diz o tema da nossa primeira marcha. Estamos indo para as ruas com o objetivo de chamar atenção para a falta de acesso à medicamentos à base de maconha, contra o encarceramento e extermínio em massa da população negra e periférica, contra a criminalização das pessoas que usam drogas e contra todo mal causado pela Guerra às Drogas. Queremos deixar claro que a Guerra às Drogas é, antes de mais nada, uma Guerra Racial, de Gênero e de Classe."



Foto publicada no perfil do Instagram de Jose Williams


Dono da página intitulada "direita jaboatão" Jose williams está tentando mobilizar pessoas para retirar do ar a página da Marcha da Maconha de Jaboatão. "Se utilizando mais uma vez da retórica da moralidade, trata o nosso movimento e a nós mesmos, como criminosos. nosso único crime é lutar pelo direito das pessoas!" Afirmou Luan Costa, outro organizador do ato.



Seus seguidores, têm visitado a Página da Marcha no instagram @mdamaconhajaboatao, destilando ódio gratuito em comentários e denunciando as publicações. O movimento denuncia estar sendo boicotado e punido pelo instagram, devido às denúncias falsas realizadas por ultraconservadores proibicionistas. Além de afirmarem que seus ativistas estão sendo tratados como bandidos



A organização lembra ainda que o STF, há 12 anos já havia liberado a realização de eventos deste tipo e que qualquer tentativa de barrar a manifestação esta fadada ao fracasso, tendo em vista que tudo acontece dentro da legalidade. "Em decisão unânime (8 votos), o Supremo Tribunal Federal (STF) liberou a realização dos eventos chamados marcha da maconha, que reúnem manifestantes favoráveis à descriminalização da droga. Para os ministros, os direitos constitucionais de reunião e de livre expressão do pensamento garantem a realização dessas marchas. Muitos ressaltaram que a liberdade de expressão e de manifestação somente pode ser proibida quando for dirigida a incitar ou provocar ações ilegais e iminentes." Leia mais sobre em https://stf.jusbrasil.com.br/noticias/2737214/stf-libera-marcha-da-maconha

Comments


bottom of page